Não precisa ser papai noel para transformar a vida de alguém


Fim de ano chegou, muitas festas estão por vir, muita comida, presentes, viagens... Um momento ótimo para pensar no futuro, traçar planos e metas para 2018 não é mesmo? Porém hoje estou aqui no blog para bater um papo sério sobre apadrinhamento afetivo e financeiro. 


Entre tanta fartura de fim de ano acabamos esquecendo que existem pessoas no mundo que não terão comida, agasalhos, um lar e até mesmo uma companhia para "festar". Entre essas pessoas mais de 8 milhões de crianças enfrentam a situação de privação, exclusão e vulnerabilidade (sem acesso à alimentação adequada, educação, saúde e lazer). E o que fazemos para contribuir com essa situação? O que você faz para contribuir com essa situação?


Bom, vamos a uma breve explicação sobre a diferença do que é apadrinhamento afetivo e financeiro. O apadrinhamento afetivo possibilita que a criança tenha um padrinho ou madrinha no qual o ajuda a se relacionar, viver experiências em ambientes diferentes, ou seja, com passeios e atividades que favorecem a criação na qual a criança não tem a oportunidade de ter. É basicamente uma "adoção" afetiva, que você cria um vinculo com a criança escolhida e não precisa necessariamente adotá-la de forma jurídica. Além dos passeios e das visitas, você também poderá levá-lo ao médico ou ao dentista, ajudá-lo nas tarefas da escola, entre outras atividades que estejam ao seu alcance. Apadrinhamento afetivo é isso, doar seu afeto, sua atenção, sua presença a uma criança carente que precisa disso para sobreviver e se adaptar ao mundo.

Já no apadrinhamento financeiro disponível na ONG Child Fund Brasil além de poder contribuir com seu afeto, os padrinhos e madrinhas tem a opção de contribuir com R$ 57,00 mensais nos quais ajuda no fundo coletivo que é investido em transformações sustentáveis de impacto e de longo prazo, na comunidade da criança apadrinhada. Isso inclui uma gestão de programas, projetos e tecnologias sociais que proporcionam às crianças acesso à educação, alimentação, energia, habitação, renda, recursos hídricos, saúde, meio ambiente, dentre outras.


É tão simples fazer a diferença na vida de alguém não é mesmo? Na ONG Child Fund Brasil você pode ser padrinho ou madrinha de uma dessas crianças com esses três passos:
– Escolha: você pode selecionar pelo site o nome de uma criança ou adolescente, contendo ainda dados como idade e local.

– Efetue a doação: o ChildFund Brasil receberá seu donativo e aplicará em ações para transformar para melhor a vida de quem você selecionou. Prestará contas de maneira séria e transparente do valor investido.

– Acompanhe: se desejar, você pode se corresponder com a criança ou adolescente que selecionou por meio de cartas, fotos, ligações e até agendar uma visita. Criando e fortalecendo um vínculo que enriquecerá mais ainda a experiência de apadrinhamento do seu afilhado(a).
É um valor pequeno mas que faz toda a diferença na vida de cada uma dessas crianças. Toda ajuda é válida, principalmente agora no fim do ano onde tantas crianças e adolescentes precisam viver com um pouco mais de dignidade. 

Todos nós somos capazes de mudar o mundo, basta dar um primeiro passo para que tudo se transforme em algo melhor! Pensar no próximo é muito importante, comece 2018 fazendo a sua parte nesse mundo que está tão carente de amor, carinho e respeito! Afinal, você não precisa ser papai noel para transformar a vida de alguém!

Saiba mais sobre a ONG Child Fund Brasil no site e nas redes sociais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar. Volte sempre! ♥


Me acompanhe pelo Instagram | @nahboa


NAH BOA - No ar desde 15 de agosto de 2013
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL| PROIBIDO A CÓPIA DE QUALQUER CONTEÚDO E LAYOUT DESTE SITE. PLÁGIO É CRIME / lei 9610/98