Rabiscos: A carta


Revirando as lembranças em caixas guardadas no meu guarda-roupa, encontrei uma carta ao fundo de uma das caixas, lá estava, era ela, aquela suposta carta que me fez sorrir e chorar ao mesmo tempo enquanto lia pela primeira vez. 


Fiquei olhando ela de longe, pensando se pegaria para ler novamente. Eu tinha medo, tinha ressentimentos daquela carta. O texto que ali continha faria minhas lágrimas de tristeza, mágoa e saudade se espalharem pelo meu rosto em questão de segundos. Mas mesmo assim eu queria ler, sentia uma certa necessidade em lembrar do quanto aquela carta um dia me fez feliz, e o quanto fui amada pela pessoa que tinha a escrito.



Respirei fundo, peguei ela do fundo da caixa e comecei a ler em voz baixa.


"Vida, eu achava que me declarar apenas para você já estava bom, mas agora eu preciso dizer para o mundo inteiro que eu te amo, preciso mostrar de que estou certo que você é a única para mim. Nunca tive dúvidas, que ao seu lado eu me sentiria completo, só preciso estar bem próximo a você para me sentir totalmente realizado. Você é a coisa mais preciosa que eu tenho na minha vida, a única coisa na qual eu largaria o mundo, para ficar só com você. Tudo fica claro quando falo contigo, e quando “diz” que me ama, porque você não diz você digita. Mas quando ouço você dizer ao telefone, é melhor ainda. Por mais que às vezes eu seja o cara mais chato do mundo, por mais que eu esteja insuportável, (ou você esteja insuportável) eu preciso de você, porque assim eu fico tranqüilo, com você eu me sinto melhor em qualquer momento, sejam os dos melhores ou os piores, porque eu te amo nos dias chatos, não deixo de te amar em nenhuma ocasião. Por mais que você às vezes pense que não seja a melhor para mim, para de pensar essas coisas. Se não for você, quem mais pode me fazer tão feliz? Os meus dias se completam só quando eu falo contigo. Como eu sempre digo, e você sabe, a distância é o que menos me preocupo, porque sei que um dia eu vou poder te encontrar. Ficamos tristes às vezes né, porque sentimos vontade de um apertar o outro. Mas eu vou fazendo com que você se sinta segura de que é a única para mim, que eu vou te esperar até os últimos dias da minha vida, fazendo com que você sinta pelo menos um pouco do meu amor, sinta que eu te amo, o quanto eu te quero e te desejo, se eu conseguir fazer isso todos os dias, é o que vale, para te deixar segura de que nunca vou te trocar por ninguém, nunca vou deixar de te amar, nunca vou te deixar! 

Não tenho coragem de te deixar para trás, não consigo não pensar em você, não consigo não me preocupar contigo. Você esta me fazendo sentir o que eu nunca havia sentido antes, e o que eu nunca pensei em sentir algum dia, vale mais arriscar em você que esta longe, do que alguém que esteja perto de mim e não saiba me amar como você me ama, e não saiba me fazer feliz como você me faz... eu penso em você em todas as noites antes de dormir, penso em você de dia, lembro de você em tudo que vejo, em todos os lugares que passo, não posso ver nenhum casal porque me dá uma louca vontade de ter você perto de mim. Passo tempo pensando em você. Se isso não é amor, o que mais pode ser? Você sabe que eu sou seu... Eu sou todo seu. Você é linda para mim, e nada faz de você imperfeita... Você é a minha essência. Quando eu te tiver em meus braços, eu nunca mais vou te largar, eu vou ser o cara mais feliz do mundo... Mais do que já sou. Eu te amo demais meu amor."


Ao terminar de ler a carta, meus olhos estavam inchados de tantas lágrimas que havia derramado. Alguns pingos molharam a carta e mancharam a tintura da caneta sobre o papel. Meu coração estava acelerado, fiquei alguns segundos olhando para cima e para baixo ao mesmo tempo, pensando e me perguntando: - O que foi que eu fiz? Como pude deixar todo esse amor acabar? Para onde foram esses sentimentos?

Namorávamos pela internet. Era um namoro perfeito, um confiava no outro, um amava o outro com a mesma intensidade. Demonstrações de carinho não faltavam. Mas o tempo... Ahh, o tempo! Ele se encarrega de desgastar os sentimentos, o tempo se encarrega de tornar tudo cansativo. E eu fiquei exausta.

Eu sinto falta. Sinto falta de como ele me tratava. Antes e depois dele eu não amei ninguém... Não amei ninguém como o amei, não desejei ninguém como o desejei.  Eu apenas cansei. Esperar nunca foi meu forte, e ali estava o fim bem na minha frente, apenas esperando para que meu ponto final fosse enfim declarado com a certeza de que não teria volta.

Fechei a carta, guardei dentro da caixa... Lá no fundo era o lugar dela, e um dia eu sei que mais uma vez à encontrarei e relembrarei de tudo novamente.


Esse é um dos textos que mais amo, escrevi dia 10 de fevereiro de 2011. Espero que tenham gostado. <3


Quem quiser me acompanhar sigam minhas redes sociais: