A blogueira que não era top.


    Oieeee! Hoje vim mostrar pra vocês um texto que encontrei no blog Trechy Teen! Eu estava fuçando o blog da Candy e de repente me interessei pelo título do texto e quis ler...


Bom, várias blogueiras estão escrevendo textos sobre esse assunto, eu até ia escrever a minha opinião, mas quando li o texto da Candy pensei: "ELA DISSE TUDO QUE EU QUERIA DIZER SOBRE ISSO!" Foi aí que entrei em contato com ela via Twitter e pedi a autorização para publicá-lo aqui no blog. Acho que textos como esse deveriam ser lido por todas as blogueiras/blogueiros. O título do texto é o título deste post. Então vamos lá?


Como seria bom começar o dia na Starbucks, tirando fotos e publicando no instagram tudo de maravilhoso que tinha comprado, né não? Claro que não meu povo... essa blogueira que não existe na verdade, mas mora em muitas casas do Brasil começava o dia com pão assado na manteiga e café com leite, às 10 horas o cheiro do feijão já tomava conta da casa e sua mãe com uma camisa de deputado do ano passado, molhada de tanto lavar roupa, perguntava se ela não iria tomar vergonha na cara e arrumar de vez o seu quarto, que mais parecia um lixão. Apesar desse clima logo pela manhã as duas se amavam. Essa blogueira corria para o seu velho pc, o ligava e ia dar uma volta pela casa enquanto ele ligava, após isso, já ia checando seus comentários, olhando as redes sociais e visitava seus blogs preferidos, as vezes olhar esses blogs a deixava mal: ''POW CARA! Quando é que eu vou conseguir criar um design bonito assim?''  isso era realmente um desafio para ela, sempre que criava algo que achava legal, ela conhecia um novo blog com um design incrível e já começava a achar seu blog ridículo perto daquele. Sabe ela não podia de jeito algum mostrar sua coleção de maquiagem ou seu quarto, porque ela só tinha um resto de lápis de olho, um pó compacto quase acabando e um rímel perto de vencer, mas que quebrava um galho e velho, DAQUI que ela juntasse novamente dinheiro pra repor tudo... já seu quarto tinha uma cama das antigas, parede toda lascada, um guarda-roupa com algumas portas quebradas e nada de quadros ou prateleiras com livros fofos, os livros que ela tinha eram os da escola pública que não tinha devolvido e também ninguém reclamou, então deixou por ali. Ela era engraçada, meio insegura, seu hobbie pela tarde era abrir no vagalume letras de suas músicas favoritas e cantá-las.

Peguei muito pesado? Sabiam que existem blogueiras assim? Opa, sua história parece com a dela? Não? Então vamos continuar... iPhone? Ela só via um quando passava nas lojas do shopping, e isso rezando pro preço baixar pra ela poder comprar um, mas pera, disseram pra ela que pra colocar músicas, baixar aplicativos dá muito trabalho, porque é tudo pago então talvez ela desista e prefira comprar um Galaxy, mas isso ainda não é certo. Quando estava com seus amigos as vezes ela soltava uns palavrões loucos, ela morria de medo de ser convidada para um festa muito chique pois não tinha roupa pra essas coisas. As vezes situações que ela vivia no dia a dia já viravam ideia para uma nova postagem, pena que nem sempre ela lembrava delas após chegar em casa. Sabe, a parte pior para ela era pensar as vezes que deveria ser uma pessoa perfeita para poder ser blogueira, o que não é verdade. Não ir com a cara de alguém é normal, não somos obrigados a gostar de todo mundo, não ter roupas TOP não é problema, a mágica está no teclado do pc e o cabelo que precisa de uma progressiva? Ai meu Deus quanto problema, trabalhar numa loja de roupas é feio? OMG trabalhar é feio? Comer pão com ovo é feio? FEIO É ACHAR QUE SER NORMAL É FEIO. Para com essa desgraça! O Brasil é assim, se você não passou no vestibular vai ficar em casa de perna pra cima? Não velho, você vai estudar ou vai trabalhar! Se você é blogueiro e acha que precisa viver no mundo do Barney pra gerar conteúdo está enganado, blogueiro pra mim e pra essa blogueira que descrevi, é aquele que consegue mostrar pra esse país que com criatividade, bom humor e força de vontade consegue dar a volta por cima na vida, consegue ter uma auto estima melhor e viver bem. Não sei se essa blogueira vai conseguir 1000 visitas, só sei que um dia ela vai chegar até esse post e ver o lado legal de poder ter um pc seja ele qual for e falar o que é ser feliz de verdade. 


Deixe sua opinião nos comentários.

Acompanhe o blog nas redes sociais:

 Fan Page | Twitter | Twitter do blog | FLICKR | Ask