Um pequeno desabafo.



    Um dia um garoto (não colocarei o nome aqui) falou umas coisas para mim no Facebook, e por algum motivo que desconheço fiquei com vontade de contar pra vocês. Acho que foi porque eu comecei a postar meus textos aqui no blog, e como eu disse... Eles são tristes, deprimidos e tal. Aqui estão as palavras dele:

“Sabe fico abismado, fico tentando imaginar "ONDE VC ACHA TANTA CRIATIVIDADE JA + VISTA EM UMA PESSOA NORMAL PARA FICAR ESCREVENDO ESSAS BOBEIRAS" !
Vai achar o q fazer ao invés de ficar colocando essas frases melancólicas e alem do + ridiculas!”

Bom, como eu reagi depois de ler? Primeiro que eu acordei 05:00 da manhã para trabalhar, e quando liguei meu celular para ver as horas, lá estava as mensagens dele. Confesso que fiquei meio em choque quando li, e passei o dia todo mal no meu serviço por ter lido aquelas palavras ao invés de um “bom dia” de alguém especial.

Mas, a minha primeira reação foi engolir a seco aquelas pontuações mal colocadas dele, não costumo levar a sério gente que coloca pontuações na onde não deve, vou logo avisando.

Li reli li reli várias vezes aquelas frases que ficavam martelando na minha cabeça, e não entendi o que ele quis dizer com “Onde você acha tanta criatividade –jamais- vista em uma pessoa –normal- para ficar escrevendo essas bobeiras”.

Cara, eu confesso que veio muitas respostas na minha cabeça, eu poderia ser grossa, poderia ser delicada, simpática e até mesmo irônica, mas eu acabei sendo um NADA. Não, eu não respondi. Pelo simples fato de pensar: “Não vou perder meu tempo com pessoas inúteis, que não sabem interpretar textos, palavras e sentimentos.” É, foi isso que pensei na hora, o Dereck (meu namorado) já queria espancar o cara, vocês até imaginam como ele ficou... Mas eu acabei segurando a onda dele e falando para deixar pra lá, que não vale a pena perder tempo com esse tipo de pessoa.

Acho que esse acontecimento serve de lição para mim e para você que pensa muito na opinião alheia... Seja você! Não se importe com o que os outros dizem. Escreva seus textos, suas frases, escreva livros! E nunca se importe com a opinião negativa de uma pessoa. Eu fiquei muito mal com as palavras dele, muito mesmo, queria muito ter respondido, mas como eu disse, acabei não perdendo meu tempo, até porque como ele mesmo disse no fim: “Vai achar o que fazer”... Eu preferi escolher achar o que fazer a respondê-lo.

É isso gente, a opinião das pessoas que gostam de você é mais importante do que aquelas que não gostam. Nunca se prenda a coisas negativas, palavras que magoam e pessoas que não fazem a diferença na sua vida.

Depois de ter lido aquelas palavras, a imagem dele só ficou como uma pessoa preconceituosa e sem noção do que pensa e diz. Isso só mostra o quão mente fechada ele é, o quão tolo também. Até porque, pessoas estudiosas, que gostam de ler muitos livros, escutam músicas decentes saberiam interpretar minhas palavras deprimidas e melancólicas em um texto qualquer.

O que eu quero falar pra vocês quanto a isso, é que não importa gente, não importa quantas pessoas vão falar mal de você, das suas atitudes, das suas palavras e até mesmo dos seus textos. Não importa. Continue fazendo o que acha que é certo, o que te faz feliz e pronto. Já recebi comentários negativos quanto aos meus textos aqui no blog, lendo o primeiro comentário me senti muito mal, mas aí veio uma pessoa especial e me disse: "Ninguém é perfeito, sempre terá alguém que vai te amar e alguém que vai te odiar, o negócio é se ligar nas pessoas que te ama." E é isso que importa! :)

Fica aqui meu desabafo, e um pouco de cada resposta que eu poderia ter dado a ele. Mas não o fiz. Pelo simples fato de –não ser uma pessoa normal-.